sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

A colcha de retalhos
















Felipe ia para a casa de sua avó nos finais de semana, e lá sua avó fazia bolo de chocolate, brigadeiro, pão de queijo, bala de coco.. lá não tinha hora de comer isso, hora de comer aquilo, hora de brincar e hora de tomar banho.. a vovó era a melhor contadora de histórias que Felipe conhecia, e sempre contava mais uma.

Um dia Felipe chegou na casa da vovó e encontrou um monte de pedaços de tecidos espalhados pelo chão e a vovó costurando na máquina. Ela estava fazendo uma colcha de retalhos. E ele começou a ajudá-la separando os tecidos lisos, estampados, com bolinhas, xadrez, com listras..

De repente ele achou um tecido listrado, e lembrou que com aquele tecido sua avó havia feito um pijama para ele, quando ele foi para o sitio. Depois achou um outro xadrez que sua avó havia feito uma camisa para seu pai usar no dia do aniversário dele. E um pedaço de tecido de um vestido que sua mãe usou em uma festa de casamento.. Depois achou um tecido que era a cara da Vovó Maria, então sua avó se emocionou e Felipe não entendeu por que ela estava chorando.

Ela explicou que era a saudade, e ele perguntou: "a saudade dói?" e a avó explica que às vezes dói, quando é saudade de alguém que foi embora para nunca mais voltar.. Mas que existem outras saudades: saudade de uma viagem, de um passeio gostoso, de uma amiga, de um parente que mora longe. E então Felipe chegou a conclusão de que não entendia bem o que era saudade.

E quando viu como estava ficando a colcha, a achou linda, e pediu que a avó fizesse uma para ele também...

Depois de algum tempo, e quando Felipe já nem lembrava mais da história da colcha de retalhos da sua avó, ao voltar da escola sua mãe avisou que sua avó havia mandado uma surpresa para ele e que estava em seu quarto.

A colcha estava esticada em cima da sua cama, linda.. mas não era uma colcha como essas que se vendem nas lojas: cada retalho daquela colcha tinha uma história!

E então ele se lembrou de uns dias que ficou na casa da avó, ao olhar um retalho de brim azul.. Felipe então começou a sentir alguma coisa estranha dentro do peito, e aquilo foi aumentando, aumentando.. E então Felipe pediu a sua mãe para ir na casa da sua avó.


E a avó os recebe dizendo que parecia adivinhar que ele ia aparecer, pois tinha feito um bolo de chocolate, mas Felipe chama a avó e pede que ela lhe dê um abraço bem gostoso - e cochichou bem baixinho: "Preciso te contar um segredo, eu acho que já entendi... agora eu já sei o que é saudade!"

2 comentários:

Obrigada por deixar seu recadinho!